Battlestar Galactica Minisserie (2003) é a minisserie que Ronald D. Moore apresentou em 2003 como “episódio piloto” da série Battlestar Galactica (2004 – 2009) e que está agora no Prime Video da Amazon.

.

Independentemente da série principal que veio depois – idolatrada pela maioria dos fãs, mas na lista negra de alguns em função das últimas temporadas que têm um tom ligeiramente diferente das anteriores e um final que dividiu opiniões – Battlestar Galactica Minisserie é incrível e pode ser assistida de forma isolada.

Caso você confira Battlestar Galactica Minisserie e fique curioso para saber mais, a série completa está também disponível no Prime Video (em breve falaremos mais dela aqui). Mas se ela não te cativar, são apenas 3 horas de duração no total – com dois capítulos de 1 hora e meia.

.

Battlestar Galactica Minisserie – antecedentes

.

Battlestar Galactica Minisserie não é uma ideia 100% original. Seu criador, Ronald D. Moore fez dos episódios uma espécie de soft boot das séries Galactica: Astronave de Combate (Battlestar Galactica, 1978 – 1979) e Galactica: Batalha nas Estrelas (Galactica 1980, 1980), incluindo seus filmes derivados.

Muitos tentaram fazer um reboot das séries originais – que tinham bastante sucesso. Entre os mais famosos a tentar revitalizar a Galactica estão Bryan Singer, Tom DeSanto e Richard Hatch (intérprete do Apolo original). No entanto, foi o roteiro de Moore que conquistou os executivos do Sci Fi Channel para a produção da série que estreou em 2004.

O sucesso do seriado, empurrado pela grande qualidade da minisserie, foi imediato – o que garantiu, além das duas temporadas inicialmente planejadas por Moore:

    • mais duas renovações (temporadas 3 e 4);
    • Battlestar Galactica: A Resistência (The Resistance, 2006) – webserie com 10 episódios que prepara os espectadores para a mudança de cenário na temporada 3;
    • Battlestar Galactica: Razor Flashbacks (2007) – webserie com 7 episódios que mostra o Capitão Adama jovem;
    • Battlestar Galactica: Razor (2007) – um filme para TV / minisserie em dois capítulos que cronologicamente se encaixa entre dois episódios do final da temporada 2. Foi lançado entre a temporada 3 e 4;
    • Battlestar Galactica: A Face do Inimigo (Battlestar Galactica: The Face of the Enemy, 2008-2009) – uma webserie de 10 episódios que se passa entre as duas metades da temporada 4;
    • Battlestar Galactica: O Plano (Battlestar Galactica: The Plan, 2009) – um filme para TV que revela “o plano” dos Cylons. Realizado somente para acalmar fãs revoltados com a frase de efeito da abertura da série;
    • duas séries spinoff: Caprica (2010), que flopou em sua primeira temporada e Battlestar Galactica: Sangue & Cromo (Battlestar Galactica: Blood & Chrome, 2012), webserie prequel com 10 episódios, passada na juventude de Adama, apresentada na TV como um filme.

.

Battlestar Galactica Minisserie – história

.

A história de Battlestar Galactica Minisserie funciona muito bem, tanto para quem nunca viu nada da original quanto para os fãs saudosos da série do final dos anos 70. Isso porque referências a personagens e fatos da série original são colocados de maneira inteligente por Moore na minisserie, sem que seja obrigatório conhece-los para entender a nova história.

Mesmo porque, muitos dos personagens são totalmente diferentes na nova série: Starbuck, por exemplo, interpretada por Katee Sackhoff na série de 2004, era originalmente um homem.

Na trama, somos apresentados às 12 colônias de Kobol – uma civilização humana que chegou ao ápice da exploração espacial e da tecnologia, desenvolvendo os Cylons (autômatos dotados de uma poderosa inteligência artificial).

.

Battlestar Galactica Minisserie (2003) Prime Video – Dicas de Streaming 1

O novo design dos Cylons para a minisserie de 2003 lembra Gort de O Dia em que a Terra Parou (The Day Earth Stood Still, 1951).

.

No entanto, os Cylons se rebelaram contra os humanos, deflagrando a Primeira Guerra Cilônica que terminou – após muitas vidas perdidas de ambos os lados – em um acordo. Hoje, 40 anos depois da trégua, a famosa nave de batalha Galactica está sendo aposentada, tornando-se uma espécie de museu da Primeira Guerra Cilônica. No entanto as coisas podem não acontecer da maneira como todos esperam.

Essa premissa é apresentada nos primeiros 5 minutos da minisserie – a maior parte dela no letreiro inicial – e o que vemos a partir daí é um roteiro impiedoso com seus personagens, que demonstra a urgência em ser o melhor possível para convencer os executivos a darem sinal verde para a série que veio depois.

O retorno dos Cylons e o início de uma nova batalha, uma nova guerra, é algo um tanto óbvio. No entanto, cenas como o assassinato de um bebê de colo ou as duras decisões que os comandantes e líderes humanos tomam para sobreviver ao ataque inimigo – abandonando uma nave com pessoas indefesas para serem destruídas, por exemplo – mostra uma crueza que é raramente vista em séries de televisão.

.

Battlestar Galactica Minisserie – pontos positivos e negativos

.

Se já enaltecemos bastante a qualidade da trama de Battlestar Galactica Minisserie, é importante também destacar suas pequenas falhas. Para os dias atuais, alguns de seus efeitos já estão um pouco datados e, tratando-se de uma série de televisão, notam-se também algumas cenas reaproveitadas para o corte de custos. Nada muito grave.

Outra coisa que incomoda um pouco é a shaky cam, run-and-gun ou “câmera livre”, que era algo super “da hora” no início dos anos 2000. Aquela câmera que acompanha os personagens, que “caminha” pela cena e que às vezes te faz perder o rumo ao assistir o que quer que seja. Por sorte, não é usada o tempo todo.

Já entre os pontos positivos, vale ressaltar que Battlestar Galactica Minisserie é fiel à essência da ficção científica: mais do que efeitos especiais e cenas mirabolantes, as situações e enredos funcionam como metáforas para problemas e conflitos muito presentes em nossa sociedade e dilemas pessoais com os quais podemos nos relacionar.

Se você está procurando uma boa diversão, com altas doses de aventura e diplomacia, dramas pessoais e soluções de conflitos, esse primeiro passo no universo de Galactica é o ideal para seu final de semana.

O único risco é se apaixonar e ser obrigado a maratonar a série completa depois. Aí, nesse caso, só não dá pra esquecer da pipoca ou outro quitute da sua preferência!

.

Battlestar Galactica Minisserie está no Prime Video!

 

Poster de Battlestar Galactica Minisserie

Cena inicial:

 

Se a escolha não foi do seu agrado, confira outras Dicas de Streaming aqui!

E fique ligado no Ultimato do Bacon para mais dicas e matérias sobre TV e Streaming.


Créditos:
Texto e Edição: Alexandre Baptista
Battlestar Galactica Minisserie (2003) Prime Video – Dicas de Streaming 2
Imagens: Reprodução

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!