Caverna do Morcego

por Fabio da Luz

 

Um dos crossovers mais recentes a fazer sucesso no mundo dos quadrinhos de super-heróis é das franquias Batman e As Tartarugas Ninja.

Dentro da nona arte, o homem-morcego e as tartarugas tiveram seu primeiro encontro em 2015, numa parceria entre as DC Comics e a IDW, através dos roteiros de James Tynion IV e os desenhos de Freddie Williams II, trazendo ao público uma história carregada com boas doses de ação, humor e momentos bem emotivos entre esses famosos personagens.

O encontro deu tão certo que a dupla de quadrinistas fez uma continuação do encontro em 2017, que traz qualidade equivalente tanto no roteiro quanto na arte e esse ano está começando o terceiro e último crossover dentro dos quadrinhos.

Além disso, o sucesso fez com que os quadrinhos originassem uma espécie de spin-off onde vimos também um quadrinho do Batman da série animada clássica encontrar as Tartarugas Ninja, baseadas na versão animada da Nickelodeon. A empresa comprou a franquia das tartarugas em 2009 e a HQ foi escrita por Matthew K. Manning e desenhada por Jon Sommariva.

Esse spin-off acabou trazendo uma das mais divertidas paródias/homenagens a fantástica abertura de Batman: A Série Animada (Batman: The Animated Series, 1992 – 1995).

Ainda, se quisermos “forçar” um pouco, é possível dizer que no famoso jogo Injustice 2, da WB Games e NetherRealm, também tem um crossover entre esses personagens, visto que as 4 tartarugas são personagens jogáveis via DLC ou na versão “Legendary” do game.

E o sucesso não pararia nos quadrinhos, pois em 14 de maio de 2019 chegou aos serviços de streaming a animação Batman Vs. Tartarugas Ninja (Batman vs. Teenage Mutant Ninja Turtles), baseada nos trabalhos de James Tynion IV e Freddie Williams.

Aproveitando o frio de Curitiba, acabei dando um tempo nas leituras e jogatinas para conferir mais esse encontro entre duas franquias tão bem celebradas. Posso dizer que fazia tempo que não me divertia tanto com uma animação.

A trama nos traz uma parceria entre os vilões Destruidor e Ra’s Al Ghul, que buscam roubar uma tecnologia experimental da cidade de Gotham. Ao investigar tais roubos, Batman e as Tartarugas Ninja irão cruzar seus caminhos e descobrir que seus objetivos são comuns, impedir os vilões.

E dentro desse encontro teremos vários momentos que pautam bem os personagens, mantendo uma boa adaptação dentro das caracterizações dos mesmos.

A animação em si tem como princípio cativar um público mais novo, que busca algo divertido para se entreter com tais personagens. E não poderia ser diferente disso, visto que as Tartarugas Ninja sempre evocam um clima mais divertido onde são colocadas.

Contudo, ainda assim temos alguns momentos mais violentos, com os vilões fazendo algumas matanças que envolvem muito sangue e cabeças sendo decepadas.  

As cenas de interação das tartarugas com a cidade de Gotham, especialmente na figura do Michelangelo, são muito engraçadas e que, pessoalmente, gerou uma das melhores piadas em relação aos famosos dirigíveis que ficam na cidade.

A caracterização do Batman aqui está mais leve e sem aquela roupagem ranzinza do personagem que algumas vezes vemos nos quadrinhos. Quem dá voz ao homem-morcego é Troy Baker, famoso ator que já deu voz a muitos personagens de vários jogos, como por exemplo The Last of Us ou Uncharted 4. Ele já trabalhou com o Batman na série Lego do personagem e nos games da Telltale.

Baker não dá voz somente ao Batman, mas também reprisa sua atuação como Coringa, tal qual fez nos jogos Batman Arkham Origins e Batman Arkham Origins Blackgate, trabalhos estes, tanto no jogo quanto na animação, que merecem respeito.

O primeiro encontro do homem-morcego e das tartarugas dentro da animação é aquele velho confronto sempre necessário, que envolve um combate aqui cheio de ação e piadas.

Inclusive os combates são pontos positivos dentro da animação, que geram momentos bem marcantes para o público. As coreografias animadas e os estilos de lutas dos personagens são bem feitas e acabam gerando bons momentos como exemplo as lutas entre Batman e Destruidor e do Leonardo e Ra’s Al Ghul.

A animação acaba pecando um pouco nos momentos onde ela é trabalhada em slow motion, pois não dá a sensação de câmera lenta, mas sim acaba somente mostrando a animação com quadros se misturando.  

Dentre os antagonistas, temos um plano que me gerou um pouco de dúvida em relação ao seu real objetivo, mas que acaba sendo minimizado quando lembramos que estamos diante de um produto que visa um grupo mais jovem.

Tanto a Liga dos Assassinos, liderada por Ra’s, quanto o Clã do Pé, liderada pelo Destruidor, tiveram uma boa adaptação por aqui, gerando uma boa química entre esses dois grupos.

Existe um momento ainda onde temos os heróis tendo que adentrar o Asilo Arkham, fazendo a inclusão dentro da trama de mais vilões do universo do morcego. Talvez esse seja um dos pontos mais fracos da animação, pois a história mostra Coringa, Arlequina, Duas-Caras e outros bandidos de Gotham se utilizando de uma forma forçada do famoso Ooze, liquido que deu origem as tartarugas, a fim de gerar alguns momentos de ação que acabam sendo passáveis.

Outros personagens de Gotham que temos aqui são a Batgirl e o Robin, Damian Wayne, que também tem boas participações, mas que me trouxe um pouco de insatisfação em relação a caracterização do filho do Batman dentro da trama. Ele lembra pouco o garoto metido e cheio de si que vemos nos quadrinhos, inclusive nos crossovers.

A animação ainda vai trazer alguns bons easter eggs, como por exemplo alguns momentos dentro da batcaverna, que com certeza vão agradar os batmaniacos.

Por mais que o plano dos vilões dentro da história gere certas dúvidas em relação a sua eficácia, ainda assim a trama acaba de uma maneira satisfatória e que resultam no fortalecimento da parceria dos heróis.

Além disso, temos uma cena após os primeiros créditos que dão gancho para uma continuação, que espero muito que aconteça.

No fim, foi um prazer grande ver esse desenho e poder curtir mais um crossover entre o Batman e as Tartarugas Ninja, que até o momento só geraram bons produtos juntos. A seriedade entre o universo do Batman, combinado com a leveza e diversão das Tartarugas Ninja, fazem com que a diversão seja muito garantida.

Mais do que isso, esses dois universos se comunicam muito bem, seja nos quadrinhos, jogos ou animações, pois os dois são ligados por temáticas parecidas como artes marciais, ninjas e vilões caricatos.

Então não deixe de conferir essa animação que já está disponível nos serviços de streaming aqui no Brasil.


P.s.: Quem é fã de capas clássicas de quadrinhos, tal qual a minha pessoa, irá amar o trabalho feitos nos créditos.   
 

 

Avaliação: Ótimo!

 

 

Batman vs. Tartarugas Ninja

Sinopse: Quando uma nova ameaça começa a roubar tecnologia experimental da cidade de Gotham, Batman se fica em estado de alerta. Mas uma equipe de guerreiros por debaixo das ruas também investiga o caso: as Tartarugas Ninja! Uma aventura épica chega a Gotham.

 
 
 
 

 

Trailer

 

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais matéries e reviews sobre HQs, TV e Streaming!

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon