O nome One não deve ser desconhecido pelos fãs de One Punch Man, sendo o pseudônimo de seu criador. Para quem já está familiarizado com o humor do autor, não vai estranha-lo em Mob Psycho 100.

A história de Mob Psycho 100

Shigeo Kageyama, também conhecido como Mob é um rapaz estranho com poderes psíquicos ainda mais estranhos. No geral, Mob não demonstra muito suas emoções, sempre exibindo uma feição aborrecida. Eventualmente, é revelado que isso está relacionado ao seu medidor. Quando alguma emoção de Mob atinge 100%, ele explode e libera seu poder.

Mas Mob não é o único ser com poderes nesse mundo, para treina-lo no uso deles, ele acaba caindo nas garras do charlatão Reigen Arataka, outro grande ponto de humor do mangá. Reigen não possui um pingo de poder psíquico, mas ainda assim atua como um exorcista renomado.

As situações em que ele se coloca para tirar dinheiro de seus clientes são incrivelmente absurdas. Apesar de ser um enganador, Reigen realmente se importa com Mob e mesmo explorando os poderes do rapaz para ganho pessoal, ele também dá importantes conselhos ao rapaz.

 

A zoeira de One em Mob Psycho 100

 

O mangá também está repleto de personagens diversos que colaboram para as situações absurdas de humor como o Divino Covinhas, um espirito que resolve seguir Mob após ter seus planos de dominação evitados pelo rapaz. Personagens secundários incluem os membros do Grupo do Fomento Corporal, que são uma classe a parte de humor quando o desengonçado Mob resolve se juntar a eles na perspectiva de se tornar mais popular.

Como nem tudo são flores mesmo em mangás de humor, para se opor a Mob e seus amigos, surge a organização criminosa Garra, que pretende reunir todos com poderes psíquicos. Entre os primeiros membros a confrontar Mob e seus amigos, estão os Cicatrizes da Sétima Divisão. O confronto como poderia se esperar, é tanto espetacular pelos poderes exibidos quanto hilário, como os vistos em One Punch Man.

 

A zoeira de One em Mob Psycho 100

 

No geral, Mob Psycho 100 tem realmente muito em comum com One Punch Man. É difícil desenvolver um personagem com poder quase absoluto, porém os diferentes estágios do poder de Mob são muito interessantes de se observar. Sua raiva se manifesta com um poder destrutivo, mas em outros pontos do mangá podemos observar como seu poder se manifesta quando ele atinge 100% de gratidão e de arrependimento.

Além dos poderes de Mob, cada um dos adversários também faz uso de seus poderes psíquicos de uma maneira diferente, trazendo diversidade para o mangá. Os traços no geral não são incrivelmente elaborados.

Lembrando que One desenhou apenas a webcomic de One Punch Man, e a adaptação para mangá foi feita por outro artista, aqui temos os desenhos do próprio autor, e isso funciona muito bem. A arte cartunesca combina muito bem com a temática da história, ao atribuir feições caricatas para dar ainda mais vazão ao absurdo das batalhas presentes no manga.

 

A zoeira de One em Mob Psycho 100

 

No fim, resta dizer que Mob Psycho 100 não é para quem procura uma história profunda como outros mangás por aí. O foco é realmente o humor, mas isso não afetou nem um pouco a popularidade do mangá. Atualmente, as duas temporadas do anime estão disponíveis no Crunchyroll e também foi feito um live action que adapta mais ou menos a primeira temporada, o equivalente ao combate com a Sétima Divisão, que está disponível na Netflix.

No geral, adaptações para live-actions são algo terrível para uma obra, mas considerando o humor da história, o que seriam problemas para qualquer um acabam acrescentando para que o resultado final seja ainda mais hilário.

 

 

A zoeira de One em Mob Psycho 100

 

 

 


Créditos:
Texto: João Pedro Maia
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: