Com a chegada de Duas Rainhas hoje, 04 de abril, aos cinemas nacionais, listamos momentos de traições profundas que marcaram o mundo e são lembradas até hoje

por Alexandre Baptista

5 traições que marcaram a história do mundo 1

 

Duas Rainhas, longa dirigido por Josie Rourke que reconta a vida turbulenta de Mary Stuart (interpretada por Saoirse Ronan) e baseado no livro Queen of Scots: The True Life of Mary Stuart, do Dr. John Guy, estreia hoje 04 de abril, nos cinemas. Nossa crítica do filme pode ser conferida no Ultimato de 02 de abril.

Na trama do filme, a jovem que foi coroada Rainha da França aos 16 anos, fica viúva aos 18 e passa então a desafiar a pressão para que se case novamente. Para tanto, decide retornar à Escócia para retomar o trono que lhe é de direito. Passa também a disputa-lo com sua prima Elizabeth I (Margot Robbie), que governa a Inglaterra.  

O filme usa como base a pesquisa do Dr. John Guy, que aponta Mary como uma política e líder capaz que buscou uma aliança com sua prima Elizabeth e lutou bravamente para governar seu reino conturbado em uma época em que mulheres monarcas eram rejeitadas como figuras monstruosas.

Para garantir seus tronos, as duas rainhas fazem escolhas muito diferentes sobre casamento e filhos. A reputação de Mary é atacada constantemente pelos inimigos, que inventam mentiras sobre sua conduta sexual. Traição, revolta e conspirações dentro das duas cortes ameaçam as duas rainhas, e elas se desentendem ao lidar com o preço amargo do poder.

O destino final de Mary, anunciado numa das primeiras cenas do longa, é sua decapitação por ordem de Elizabeth I, num ato que é facilmente reconhecido como uma grave traição da confiança entre as primas.

Inspirados por esse tema – afinal, quem nunca tomou uma rasteira de alguém em quem se confiava “plenamente”? – nós listamos aqui cinco momentos em que traições inesperadas marcaram a história do mundo.

Vamos lá?

 

1 – Remember, remember the 5th of November

Guy Fawkes (1570 – 1606) era um soldado inglês católico que se envolveu na Conspiração da Pólvora (Gunpowder Plot). O objetivo dos conspiradores católicos era assassinar o Rei Jaime I (James I) e os membros do Parlamento Inglês em 1605, explodindo o parlamento. Fawkes era o responsável por acender os barris de pólvora nas câmaras embaixo do parlamento. No entanto, uma denúncia anônima fez com que fosse pego, interrogado, torturado e meses depois, enforcado e mutilado. O traidor nunca se revelou, e Fawkes se tornou, séculos depois, num símbolo de rebelião e não conformismo. A máscara baseada em seu rosto foi amplamente utilizada em obras como V de Vingança (V for Vendetta, 1988), HQ de Alan Moore e Dave Gibbons; no filme derivado V de Vingança (V for Vendetta, 2005), dirigido por James McTeigue; na série Mr. Robot (2015 – 2019) e pela organização secreta Anonymous.

“Remember, remember, the 5th of November
The gunpowder, treason and plot;
I know of no reason, why the gunpowder treason
Should ever be forgot."

 

“Lembre-se, lembre-se do 5 de Novembro
A pólvora, traição e conspiração;
Não sei de razão, para que a traição da pólvora
Deva algum dia ser esquecida.”

 

5 traições que marcaram a história do mundo 2

Máscara de Guy Fawkes, utilizada no filme V de Vingança e pela organização secreta Anonymous.

 

2 – Os Portões de Fogo

Representado na HQ 300 de Esparta (300, 1998), de Frank Miller e cores de Lynn Varley, e no filme baseado nela, 300 (2007) dirigido por Zack Snyder, Efialtes, filho de Euridemo de Malis foi um grego que atingiu notoriedade por trair Leônidas, Rei de Esparta em 480 a.C.

Efialtes ajudou os persas e seu rei, Xerxes I a encontrar uma passagem pelo Desfiladeiro das Termópilas, permitindo ao exército persa surpreender pela retaguarda, a guarda do Rei Leônidas que bloqueava a passagem em defesa de Esparta.

Efialtes conseguiu sua breve vitória, vendo suas chances de glória desmoronarem após a derrota persa para a aliança de várias cidades-estado gregas, lideradas pelos atenienses, na Segunda Guerra Médica.

5 traições que marcaram a história do mundo 3

Efialtes em sua versão nos quadrinhos de Frank Miller, capa do volume 3 de 300 de Esparta.

 

3 – Et tu, Brutus?

Essa lista jamais estaria completa sem um dos mais famosos traidores da história. O assassinato de Júlio César, general romano que então havia se declarado ditador perpétuo, aconteceu em 15 de março de 44 a.C..  Orquestrada por vários senadores romanos que deram, ao todo, 23 facadas em seu alvo, a traição teve entre seus líderes Marco Júnio Bruto, o jovem, amigo pessoal e protegido de Júlio César.

Algumas vertentes especulam que Bruto fosse filho bastardo de César, mas tal teoria nunca foi comprovada. Fato é que a célebre frase em latim “Et tu, Brutus?” que significa “E você, Bruto?”, vem da peça Júlio César (The Tragedie of Julius Caesar, 1599) de William Shakespeare e não foi proferida pelo déspota na vida real.

5 traições que marcaram a história do mundo 4Louis Calhern interpreta o ditador romano em Júlio César (Julius Caesar, 1953), longa dirigido por Joseph L. Mankiewicz.

 

4 – O Sonho Acabou

Mark Chapman talvez não tenha mudado o curso da história, mas chocou o mundo ao disparar cinco vezes contra as costas do músico e ex-líder dos Beatles, John Lennon, que havia autografado o álbum Double Fantasy para seu algoz pouco tempo antes.

O crime ocorreu na frente do Edifício Dakota onde John Lennon vivia com sua esposa Yoko Ono e seu filho Sean Lennon. Chapman, que visitava o lugar várias vezes ao dia e se dizia um grande fã do músico, declarou ter se inspirado no livro O Apanhador no Campo de Centeio (The Catcher in the Rye, 1951) de J.D. Salinger, por se identificar com David Copperfield, personagem protagonista da obra.

Em 2010, confessou ter realizado o crime somente para ganhar fama e notoriedade. O longa Capítulo 27 (Chapter 27, 2007), de Jarrett Schaefer, estrelando Jared Leto como Chapman, conta os últimos passos do assassino, desde a idealização do crime à sua prisão.

5 traições que marcaram a história do mundo 5

Jared Leto interpreta Mark Chapman em Capítulo 27, longa sobre o assassinato de John Lennon.

 

5 – O Assassinato de Jesse James pelo covarde Robert Ford

O bando fora-da-lei de Jesse James, a James Gang, possuía dois indivíduos que, para James, eram os pilares do grupo: Charles Ford e seu irmão mais novo, Robert.

Desde que James conheceu o jovem Robert, afeiçoou-se dele, tornando-se seu mentor. Em retorno, Robert Ford assassinou-o pelas costas em 03 de abril de 1882, visando coletar a recompensa de US$ 10.000,00 pela cabeça do líder do grupo.

No entanto, em vez da recompensa, Robert Ford e seu irmão Charles foram presos e condenados à forca pela associação com o criminoso. Perdoados no último minuto, receberam uma recompensa de US$ 500,00 cada e, 125 anos depois, uma adaptação de sua história para os cinemas, no longa de Andrew Dominik, O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford, 2007).

 

5 traições que marcaram a história do mundo 6

Casey Affleck é o covarde Robert Ford no longa O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford de 2007.

 

E aí, esquecemos de alguma traição marcante?

Deixe nos comentários a sua opinião e acompanhe o Ultimato do Bacon para mais matérias, notícias e reviews sobre cinema!

 

Sobre o filme:

Duas Rainhas

Sinopse: Mary (Saoirse Ronan), ainda criança, foi prometida ao filho mais velho do rei Henrique II, Francis, e então foi levada para França. Mas logo Francis morre e Mary volta para a Escócia, na tentativa de derrubar sua prima Elizabeth I (Margot Robbie), a Rainha da Inglaterra.

 

5 traições que marcaram a história do mundo 7

 

Trailer:

 

 


 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon


 

 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: