Super Pato Original – As Primeiras Histórias em Quadrinhos (1969-1971) foi lançado pela editora Abril nos estertores das publicações Disney naquela casa em 2018. Título inaugural da coleção Lendas Disney, estrelando o número 1, acabou não tendo sequência, embora já estivesse no prelo a edição Gastão 70 anos para o #2.

Conforme comentamos com mais detalhes no Guia da Biblioteca Don Rosa Tio Patinhas E Pato Donald, a complicada situação financeira da editora abortou títulos e coleções. Mas neste caso, felizmente, tivemos a chance de ver publicado o Super Pato Original, com as três primeiras aventuras do personagem criado em 1969 por Elisa Penna para a revista Topolino #706 e 707, com roteiro de Guido Martina e desenhos de Giovan Battista Carpi.

Aliás, é notório que, depois dos americanos Carl Barks (confira o guia em breve) e Don Rosa (confira a matéria sobre a Saga do Tio Patinhas), as melhores histórias em quadrinhos Disney são, sem dúvida, as dos fumetti italianos.

A revista tem capa cartão e um formato um pouco maior que o formatinho – 23 x 16 cm; o papel é um offset delicioso de ler, alta alvura e que demora mais para amarelar (além de não grudar), sendo o formato ideal para colecionadores. Certamente, dedo do editor e colecionador Paulo Maffia, que assina a edição.

.

Super Pato Original – As Histórias

.

As histórias inclusas na edição são O Diabólico Vingador (Paperinik: Il Diabolico Vendicatore, 1969), A Fabulosa Noite do Super Pato (Paperinik alla Riscossa, 1970) e O Museu de Cera (Paperinik torna a Colpire, 1971).

Na primeira, estreia do personagem que foi republicada no Brasil diversas vezes, como em novembro de 1989 em Edição de Luxo #3 – A Saga do Super Pato ou em 2009 em Super Pato – 40 anos, acompanhamos Donald recebendo um prêmio de loteria – a Vila Rosa – que, na verdade, era um prêmio ao Gastão enviado a Donald por engano.

.

Super Pato Original Lendas Disney #1 – O Ultimato 1

Super Pato Original Lendas Disney #1 – O Ultimato 2

Duas das muitas edições da Abril que apresentam a história do Super Pato Original, O Diabólico Vingador

.

A descoberta do diário secreto de Fantômius e os segredos da Vila Rosa, dão um gostinho todo especial à aventura, no melhor estilo que foi consagrado décadas depois por Duck Tales (leia mais aqui e aqui).

Na segunda história do Super Pato Original, que também tem roteiro de Guido Martina e desenhos de Romano Scarpa, começamos a ver um pouco mais do que viria a ser o cânone do personagem: o Professor Pardal como grande fornecedor de tecnologia para Donald – ao melhor estilo Lucius Fox nos filmes do Batman por Christopher Nolan; os caramelos canceladores de memória (ou car-can pra simplificar); e a origem do carro X (que nada mais é que o velho 313 de Donald, equipado com armas e apetrechos secretos e com uma camada de tinta camaleônica – que se ativa com o gás mutante).

Apesar da presença do Super Pato no título, o herói não dá as caras em seu uniforme, sendo apenas uma aventura em que Donald aplica suas artimanhas e acaba se vestindo de Fantômius para aplicar uma vingança contra o primo Gastão. Esta história foi publicada originalmente em Topolino #743 e 744.

Por fim, a terceira história traz um Super Pato voando pelos céus de Patópolis… mas como pode ser, se Donald está em seu quarto? A deliciosa aventura obviamente envolve uma réplica de cera do anti-herói e mais uma discussão entre Donald, o Tio Patinhas e Gastão. Publicada originalmente em Topolino #788 e 789.

As aventuras, atualmente, podem ser vistas com sinais de data, uma vez que Donald é bastante sacana, muitas vezes desleal e violento – na primeira aventura ele arremessa um cãozinho e joga pedras no mesmo; na terceira, bate nos sobrinhos com um batedor de tapetes que carrega a todo tempo.

No entanto, certos elementos funcionam muito bem até hoje, empolgando o leitor durante a narrativa e atiçando a curiosidade pelo desfecho.

O curioso é perceber que, na Itália, era costume que as histórias tivessem duas partes, começando em uma edição e terminando na seguinte. Já no Brasil, a história sempre foi diferente…

.

Super Pato Original – Curiosidades e extras

.

A edição de Super Pato Original de Lendas Disney #1 traz algo além das histórias. Abrindo cada uma delas está uma ficha de resumo com curiosidades e informações do título ali presente. É assim que ficamos sabendo que o final de O Diabólico Vingador, por exemplo, foi alterado no Brasil pela Abril afim de evitar os censores da Ditadura Militar. O final original italiano só foi devidamente reproduzido em 2009, na edição de 40 anos e nesta edição.

Veja em breve o comparativo do Sobrecapa!

É graças a essas fichas que ficamos sabendo que a segunda aventura, A Fabulosa Noite do Super Pato também teve seu final alterado e que, depois dela, a Abril mandou o personagem pra escanteio (assim como fez com muitos personagens da DC Comics, mas isso é conversa pra outra matéria).

Nela, a editora brasileira chegou a inclusive criar uma página final em que Donald se revela a todos como Super Pato e promete jamais vestir o capuz novamente, sepultando as aventuras do personagem no Brasil.

Outra curiosidade é que a terceira aventura, O Museu de Cera, publicada no Brasil apenas em 1978 – 5 anos depois de A Fabulosa Noite do Super Pato – chegou depois da quinta aventura. Sim, bagunçado mesmo.

Além disso, como o Super Pato, no Brasil, estava aposentado, a publicação da quinta aventura sem mais nem menos obrigou a Abril a sambar pra fazer a coisa ter contexto, criando enxertos e páginas adicionais de flashback pra trazer o mascarado de volta.

Por fim, o Manual de Mágicas – Magirama, lançado em 1975 no Brasil foi totalmente adaptado do Manuale di Paperinik (o Manual do Super Pato italiano). Como o personagem estava descartado pela Abril nessa época, os editores alteraram os desenhos do Super Pato para desenhos do Donald sem o uniforme, “transformando” o material no conhecido manual de mágicas republicado pela Abril recentemente.

manuale-paperinik-7681469d-99a2-4ea9-a7d0-e8b4ae0134a6

Capa do original, Manuale di Paperinik: o manual do Super Pato.

Screen Shot 2020-07-19 at 15.08.31

Capa da versão brasileira: nada do herói no Brasil!

bg5b

A arte original italiana, figurando o vingador mascarado...

1559238_2

...e a arte da Abril, alterada.

manuale-paperinik-7681469d-99a2-4ea9-a7d0-e8b4ae0134a6 Screen Shot 2020-07-19 at 15.08.31 bg5b 1559238_2

As capas dos manuais brasileiro e italiano e a mudança nas artes internas: essa vai pra quem discute comigo quando eu falo que a Abril “tacava a tesoura sem dó” nas edições…

Para encerrar a edição, uma pequena matéria De Vingador a Herói traz ainda mais detalhes sobre o Super Pato, como a inspiração em Diabolik, herói dos fumetti italianos e Fantômas, da band desinée francesa, inspiração óbvia de Fantômius – que teve suas aventuras pregressas narradas em Fantômius: Ladrão de Casaca, recém republicado pela Panini.

Uma edição com rara qualidade, que só perde um pontinho por não ter uma opção em formato mais luxuoso – sim, defendo que sejam feitas tiragens econômicas e luxuosas, pro leitor escolher.

 

.

Ultimato do Bacon

Avaliação: Ótimo!

 

 

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais reviews, guias, matérias e Baú de HQs!


Créditos:
Texto e Edição: Alexandre Baptista
Super Pato Original Lendas Disney #1 – O Ultimato 3
Imagens: Guia dos Quadrinhos/Alexandre Baptista/Reprodução

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!