Ultimato do Bacon

O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna – O Ultimato

Em 22 de Dez de 2022 3 minutos de leitura
O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna - O Ultimato (2)

Do dia para a noite uma doença/vírus misteriosa faz com que todos os adultos morram. A tristeza pelo falecimento dos pais e entes queridos sentida pelas crianças logo dá espaço para uma sensação de liberdade nunca antes imaginada. Essa maravilhosa sensação de poder fazer o que quiser logo começa a expor os jovens a perigos e situações que são muito difíceis de lidar. Essa é a premissa da HQ O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna.

El Último Recreo, nome original da HQ de Carlos Trillo e Horacio Altuna, começou a ser publicado em 1982 – simultaneamente na Argentina e na Espanha e contou com 12 partes. A obra chegou ao Brasil na íntegra em uma bela edição capa dura lançada pela Risco Editora. A edição conta com pouco mais de 125 páginas em preto e branco.

Dica para o leitor: Se você quiser conhecer outros grandes trabalhos de Carlos Trillo, confira nossos reviews sobre Fulù de Carlos Trillo e Eduardo RissoNinguém de Carlos Trillo e Alberto Breccia e Viajante de Cinza de Breccia e Trillo.

O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna - O Ultimato (1)

A recém descoberta liberdade muda as crianças na HQ O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna

A trama da HQ O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna

Os adultos se foram. E por adultos entenda todos que já despertaram sexualmente. Isso faz com que o mundo se torne um lugar totalmente diferente onde apenas crianças existem.

A tristeza pela perda dos entes queridos é sentida por uns enquanto outros veem na situação uma oportunidade de fazer aquilo que sempre quiseram. Nem precisamos dizer que o caos se instala rápido e grupos – grandes e pequenos – são formados visando a sobrevivência.

De maneira geral, a obra se divide em dois grandes momentos: o começo parece um grande apanhado de pequenas crônicas onde vários personagens são apresentados.

Apesar de termos um ou outro personagem recorrente, as histórias não necessariamente apresentam grande conexão. No segundo momento a coisa já muda de figura e acompanhamos um grupo específico que busca sobreviver fora da cidade.

O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna - O Ultimato (3)

Sobreviver e se adaptar são os grandes objetivos dos personagens da HQ O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna

Temos muitas histórias interessantes que são contadas por Carlos Trillo e Horacio Altuna e fica claro para o leitor que elas são grandes metáforas para falar sobre o crescimento e a sensação de “nova liberdade” que muitos de nós experimentamos quando entramos na pré-adolescência. 

A transformação de personalidade que muitos sofrem por conta desse novo momento é grande e isso faz com que amizades se percam enquanto novas conexões surgem.

A história, além de trabalhar muito bem a parte psicológica de seus personagens, é hábil em mostrar que as circunstâncias mudam – e mudam muito rápido. 

No começo a cidade era um local bom para sobreviver mas com o passar do tempo a comida se torna escassa.

O que isso faz com as alianças que foram criadas? E qual a solução que as crianças precisam encontrar para sobreviver?

Enquanto tudo isso acontece, eles precisam lidar ainda com o medo de morrer – afinal, os efeitos da doença/vírus seguem matando aqueles que atingem a fase do despertar sexual.

O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna - O Ultimato (4)

Símbolos da infância são abandonados pelos personagens da HQ O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna.

A leitura da HQ O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna não é cativante nem especial por conta de seu grande desenvolvimento ou de sua organização de narrativas.

O que me chamou muito a atenção foi a grande diversidade de personagens e de histórias que são apresentadas. As mesmas situações despertam emoções e ações diferentes em cada uma das crianças que participam da trama – algumas são muito identificáveis enquanto outras nos parecem mais distantes. A forma que temas como egoísmo, união, solidariedade e confiança são abordados é simplesmente sensacional e nos convida a profundas reflexões.

O roteiro de Trillo faz questão de dar um background para esses jovens de forma que consigamos entender de que realidade eles estão vindo – isso ajuda muito a fazer com que o leitor tenha empatia.  A arte de Horacio Altuna dispensa comentários e seu traço acaba tendo uma grande sinergia com a obra e dando o tom mais pesado e fechado que ela precisa.

O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna é uma leitura rápida e ágil que tem características episódicas muito fortes com cada um dos capítulos trazendo uma lição ou um foco diferente dentro desse mundo sem adultos. Por mais que o tema sobrevivência seja recorrente, a forma como ele é abordado em cada passagem torna a leitura muito marcante! 

Os fãs de uma boa distopia vão amar essa obra!

Ultimato do Bacon

Avaliação: Ótimo!

Compre O Último Recreio de Carlos Trillo clicando na capa abaixo! .

O Último Recreio de Carlos Trillo e Horacio Altuna Comprar


Créditos:
Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse 
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Sex Education (2ª Temporada) – O Ultimato

19 de Jan de 2020

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade