Gunnm – Battle Angel Alita está de volta

Considerado um clássico Cyberpunk e com forte influência de clássicos como Blade Runner e O exterminador do Futuro, Gunnm, ao lado de Akira e The Ghost in the Shell,  é considerado um marco da ficção científica em mangás.

O começo do sucesso

Gunnm , obra de Yukito Kishiro, começou a ser publicado em 1990, na revista Bussines Jump, da Editora Shueisha.

A trama conta a história de um futuro distópico, onde o engenheiro Daisuki Ido encontra no lixão partes de uma ciborgue que estava em estado de animação suspensa, e assim, seu cérebro continua intacto. O engenheiro faz a ciborgue despertar, e como ela não tem nenhuma memória, decide chamá-la de Gally. Após receber um corpo, a ciborgue parte em sua jornada de descobrir seu passado perdido e desvendar sua real identidade.

 

 

Devido a excelente repercussão, a série ganhou dois episódios OVA em 1993. Em abril de 1995, a série chegou ao fim nas páginas da revista Bussines Jump, e após três meses, começou a ser publicada nos Estados Unidos com o nome de “Battle Angel Alita” que até hoje é o título oficial para o mercado Ocidental. No ocidente, o nome da personagem principal foi mudada para Alita, ao invés de Gally.

 

 

O desentendimento na Shueisha e a troca pela Kodansha

Em 1997, Yukito Kishiro lançou uma história derivada de Gunnm, na revista Ultra Jump, também da Editora Shueisha, com o título de Gunnm Gaiden (Gun Dream Legend), mas foi só em 2001 que o autor realmente lançou uma continuação para o mangá original. Intitulado Gunnm Last Order, a publicação seguia normalmente, inclusive na mesma revista Ultra Jump. Até que prestes a lançar o capítulo 100 de Last Order, um editor pediu para Kishiro revisar e mudar algumas passagens de sua obra original, para uma futura reimpressão. Sem dar spoiler, basicamente,  a Shueisha ficou com medo que termos utilizados pelo autor tivessem outras interpretações. Kishiro não gostou do pedido, porém o fez e ainda acabou o capitulo 100 a tempo. Após isso, a série entrou em hiato, sem previsão de volta.

Algum tempo depois,  Kishiro fez uma oferta final a Shueisha, solicitando um pedido de desculpas e requerendo um recall da reimpressão, com as passagens que foram alteradas devidamente revisadas. Nesse momento, uma reunião com o pessoal da revista Evening, de outra editora , a Kodansha,  já havia sido realizada e Kishiro só esperava a resposta definitiva da Shueisha. Como a proposta não foi aceita, Kishiro confirmou Last Order em Fevereiro de 2011 na nova editora, e em março a publicação reiniciou, sendo concluída em 2014. Além disso, a Kodansha também relançou uma nova versão do mangá original, com mais páginas por volume.

 

No Brasil 

Aqui no Brasil, Gunnm apareceu pela primeira vez em 2002, batizado de Alita Battle Angel, pela Opera Graphic, que lançou de forma não-licenciada. Em  2003, agora sim licenciado, a editora JBC lançou em meio-tanko, transformando as 9 edições da editora Shueisha em 18, e sob o título de Gunnm – Hyper Future Vision. Agora, em 2017, a editora JBC relança Gunnm, com o nome um pouco maior ( Batle Angel Alita – Gunnm Hyper Future Vision), e sairá em formato Big (estilo Éden e Blade), pois a nova edição tem como modelo o relançamento no Japão pela Kodansha, que transformou os 9 volumes em 4, o que resulta em mais de 400 páginas por edição.

 

O futuro 

Vários países também estão em processo de relançamento de Gunnm. Itália e França começaram desde 2016, Alemanha começou em Outubro deste ano, e já estão previstos nos Estados Unidos agora em Novembro e na Argentina em Dezembro. Gunnm está repercutindo mais uma vez, muito porquê uma adaptação para os cinemas, projeto antigo de James Cameron, ganhará as telas em Julho de 2018. Robert Rodriguez (de “Sin City – A cidade do pecado") ficará responsável pela direção, já que Cameron está ocupado com Avatar e, com isso, só assumirá a produção.

Depois de The Ghost In the Shell e Akira, é muito bom ver outra obra de grande importância sendo lançada aqui Brasil. Leitores antigos poderão desfrutar de uma edição melhor caprichada e leitores novos poderão saber o motivo de Gunnm ser considerado também um clássico.  Alita (ou Gally, como preferir) renovou seu fôlego e tem potencial de sobra para ganhar o mundo mais uma vez.

 
Edições para compra: 
 

 

 

 

 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon

Comentários