por Lucas Souza

 

Jean Grey, a original, está de volta ao Universo Marvel! “X-Men Equipe Vermelha” de Tom Taylor tem a missão de acompanhar os passos da heroína na sua volta. Com um novo grupo de X-Men, Jean enfrenta novos e surpreendentes desafios que levam os mutantes de volta as suas origens – uma grata surpresa depois de uma fase pouco aclamada e celebrada após os eventos de  “Vingadores vs. X-Men”.

“X-Men Equipe Vermelha” (X-Men Red) acabou de ter seu primeiro encadernado lançado no Brasil pela Panini Comics com o nome “X-Men Equipe Vermelha” #1. A edição brasileira traz as edições originais “X-Men: Red” #1 – #5 e “X-Men: Red Annual” #1 que chegaram às comic shops americanas em 2018.

 

Conheça “X-Men Equipe Vermelha” de Tom Taylor 1


Jean Grey é a grande protagonista em “X-Men Equipe Vermelha” (X-Men Red) de Tom Taylor

 

A saga da nova equipe vermelha dos X-Men começa mostrando o reencontro de Jean Grey com seus companheiros após os eventos que a trouxeram de volta do mundo dos mortos. A personagem mostra todo seu descontentamento em estar retornando para um mundo no qual o sonho de Charles Xavier (de ver humanos e mutantes em paz) ainda está distante.

Jean percebe que o mundo está ainda mais polarizado e decide que quer atuar na linha de frente para mudar o ódio e o preconceito que os mutantes sofrem. Trazer de volta para o plano principal o tema preconceito é o grande acerto da HQ – os X-Men precisam tratar desse assunto e suas melhores histórias acontecem quando a luta envolve a proteção da própria raça mutante.

A história de Tom Taylor vai navegando por caminhos mais políticos, com Jean Grey querendo discursar na ONU e novas leis anti-mutantes aparecendo por todo o planeta. A trama ainda arrasta o Pantera Negra e Namor para o centro dos eventos que são desencadeados por uma poderosa vilã que tem ampliado o preconceito e o medo que os humanos já sentem da raça mutante. O encaixe da vilã na história é perfeito e não tira o protagonismo dos verdadeiros vilões: a intolerância e o preconceito.

 

Conheça “X-Men Equipe Vermelha” de Tom Taylor 2


Os Sentinelas voltam a dar as caras em “X-Men Equipe Vermelha” de Tom Taylor

 

Tanto a formação da nova equipe quanto os personagens envolvidos na história são outros grandes acertos do autor que optou por trabalhar com Noturno, Tempestade, Wolverine, Namor e Gambit (além da pequena Gabby). O roteirista ainda traz uma nova e interessante personagem (Trinária) que inova no uso de um dos Sentinelas, além de ter tempo de apresentar um novo tipo de Sentinela chamado Sentinita.

Os cenários escolhidos por Tom Taylor em “X-Men Equipe Vermelha” são um verdadeiro passeio pelo Universo Marvel. Vamos de Wakanda para Atlântida e voltamos para os EUA – o interessante é que o autor conseguiu fazer com que essas mudanças de cenário fossem extremamente necessárias para o roteiro e fazem total sentido. Em meio a todo esse caos e mudanças, a trama ainda encontra espaço para vermos a equipe salvando mutantes que acabaram de descobrir seus poderes de humanos raivosos – o autor soube aproveitar bem cada página da história e deu um ritmo alucinante a revista.

 

Conheça “X-Men Equipe Vermelha” de Tom Taylor 3


“X-Men Equipe Vermelha” traz Jean Grey ao lado de uma nova equipe dos X-Men

 

Tendo Jean Grey como protagonista, mas deixando espaço para Noturno e outros personagens terem seus momentos, “X-Men Equipe Vermelha” me fez voltar a ficar ansioso pela próxima edição de uma revista mutante (sensação que eu não tinha desde o evento “Cisma”). Tom Taylor acerta em cheio e prova que trazer Jean de volta foi um grande acerto. Com uma trama mais política e pautada em ódio e preconceito, o autor leva os X-Men de volta a suas raízes em um título que parece ter de tudo para ficar marcado na história dos mutantes da Marvel.

 

Fique Ligado no Ultimato do Bacon para mais matérias e notícias sobre HQ´s!

 

 

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon