Jean Grey, a original, voltou ao Universo Marvel em 2018! X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor tem a missão de acompanhar os passos da heroína na sua volta. Com um novo grupo de X-Men, Jean enfrenta novos e surpreendentes desafios que levam os mutantes de volta as suas origens – uma grata surpresa depois de uma fase pouco aclamada e celebrada após os eventos de  “Vingadores vs. X-Men”.

X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor (X-Men Red) foi lançado no Brasil pela Panini Comics em encadernados capa cartão com o nome “X-Men Equipe Vermelha”. As edições brasileiras trouxeram a série  que se iniciou em 2018 na íntegra.

X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor 1

Jean Grey é a grande protagonista em X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor

A Trama de X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor

A saga da nova equipe vermelha dos X-Men começa mostrando o reencontro de Jean Grey com seus companheiros após os eventos que a trouxeram de volta do mundo dos mortos. A personagem mostra todo seu descontentamento em estar retornando para um mundo no qual o sonho de Charles Xavier (de ver humanos e mutantes em paz) ainda está distante.

Jean percebe que o mundo está ainda mais polarizado e decide que quer atuar na linha de frente para mudar o ódio e o preconceito que os mutantes sofrem. Trazer de volta para o plano principal o tema preconceito é o grande acerto da HQ – os X-Men precisam tratar desse assunto e suas melhores histórias acontecem quando a luta envolve a proteção da própria raça mutante.

X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor vai navegando por caminhos mais políticos, com Jean Grey querendo discursar na ONU e novas leis anti-mutantes aparecendo por todo o planeta. A trama ainda arrasta o Pantera Negra e Namor para o centro dos eventos que são desencadeados por uma poderosa vilã que tem ampliado o preconceito e o medo que os humanos já sentem da raça mutante. O encaixe da vilã na história é perfeito e não tira o protagonismo dos verdadeiros vilões: a intolerância e o preconceito.

X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor 2

Os Sentinelas voltam a dar as caras em “X-Men Equipe Vermelha” de Tom Taylor

Tanto a formação da nova equipe quanto os personagens envolvidos na história são outros grandes acertos do autor que optou por trabalhar com Noturno, Tempestade, Wolverine, Namor e Gambit (além da pequena Gabby). O roteirista ainda traz uma nova e interessante personagem (Trinária) que inova no uso de um dos Sentinelas, além de ter tempo de apresentar um novo tipo de Sentinela chamado Sentinita.

Os cenários escolhidos em X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor são um verdadeiro passeio pelo Universo Marvel. Vamos de Wakanda para Atlântida e voltamos para os EUA – o interessante é que o autor conseguiu fazer com que essas mudanças de cenário fossem extremamente necessárias para o roteiro e fazem total sentido. Em meio a todo esse caos e mudanças, a trama ainda encontra espaço para vermos a equipe salvando mutantes que acabaram de descobrir seus poderes de humanos raivosos – o autor soube aproveitar bem cada página da história e deu um ritmo alucinante a revista.

X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor 3

“X-Men Equipe Vermelha” traz Jean Grey ao lado de uma nova equipe dos X-Men

Tendo Jean Grey como protagonista, mas deixando espaço para Noturno e outros personagens terem seus momentos, X-Men Equipe Vermelha de Tom Taylor me fez voltar a ficar ansioso pela próxima edição de uma revista mutante (sensação que eu não tinha desde o evento “Cisma”). Tom Taylor acerta em cheio e prova que trazer Jean de volta foi um grande acerto. Com uma trama mais política e pautada em ódio e preconceito, o autor leva os X-Men de volta a suas raízes em um título que parece ter de tudo para ficar marcado na história dos mutantes da Marvel.

Fique Ligado no Baú de HQ´s para mais sobre quadrinhos memoráveis!

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon