Ultimato do Bacon

Boneca Russa (1ª Temporada) – O Ultimato

Em 28 de Mar de 2019 2 minutos de leitura
Boneca Russa (Russian Doll)
Ano: 2019 Distribuição: Netflix 
Estreia: 1 de fevereiro

Direção: Jamie Babbit, Leslye Headland, Natasha Lyonne

Roteiro: Amy Poehler, Jocelyn Bioh, Leslye Headland, Natasha Lyonne

Duração: 28 Minutos/episódio  

Elenco: Natasha Lyonne, Elizabeth Ashley, Greta Lee, Chloë Sevigny

Sinopse: “Em seu aniversário de 36 anos, Nadia morre. Mas retorna para morrer de novo. E de novo. Presa nesse ciclo surreal, só lhe resta encarar a própria mortalidade.

 

 

[tabby title=”Lucas Souza”]

Quando “Boneca Russa” (Russian Doll) estreou na Netflix, confesso que tive preconceito com a temática escolhida. Mais uma vez, e isso tem estado na moda ultimamente, a temática do looping do tempo vem a tona. Por mais interessante que o assunto seja, ele nem sempre é trabalhado e costuma se tornar repetitivo rápido – se isso acontece em filmes, imagine em um seriado?

Posso dizer, ainda bem, que meus medos eram completamente infundados. A série é incrível em todos os seus 8 episódios de 24 minutos cada. O tema “looping do tempo” é levado ao limite e abordado de maneiras nunca vistas antes em “Boneca Russa”. O tom, que vai do humor negro ao drama, agrada demais e não se torna cansativo ou nada do gênero.

 

Natasha Lyonne dá vida a Nadia Vulvokov em “Boneca Russa”

 

A trama da série acompanha a vida de Nadia Vulvokov (Natasha Lyonne) no dia do seu aniversário de 36 anos. A sua festa de aniversário, organizado pela amiga Maxine (Greta Lee) é o começo da história e seu ponto de retorno dentro do looping do tempo. Nadia tem uma vida completamente desgovernada e guiada pelas drogas e pelos excessos. Sua personalidade arrogante e egoísta dão um tempero extra para o desespero que ela começa a ter quando se vê presa nessa situação absurda. Com o decorrer dos episódios vamos descobrindo cada vez mais formas (idiotas) que levam a personagem a óbito e vamos mergulhando mais nos traumas da personagem principal – temos grandes surpresas que se apresentam quando a história começa a ficar repetitiva (não entrarei no mérito para não estragar a experiência de quem ainda vai assistir) e começamos a perceber que tudo está conectado e que cada detalhe importa – e importa muito!

 

Maxine (Greta Lee) é a amiga que organiza a festa eterna para Nadia em “Boneca Russa”

 

“Breaking Bad” é considerado um dos melhores seriados de todos os tempos pela grande evolução que acontece com Walter White (Bryan Cranston) que vai de professor retraído a grande produtor e traficante de drogas. “Boneca Russa” dá um excelente desenvolvimento a personagem Nadia (e outros) que vão tendo suas vidas desfraldadas dentro do looping do tempo. A transformação de pensamento vai acontecendo aos poucos e é possível ver os desajustados personagens evoluindo. Não digo que “Boneca Russa” é o novo “Breaking Bad” mas é sem dúvida a melhor série lançada em 2019 até o momento!

 

Avaliação: Excelente!

 

[tabbyending]

 

Trailer:

 
 
 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon

 

 

 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

DC divulga segundo trailer de Pennyworth, série derivada do universo de Batman

24 de Abr de 2019

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade